fbpx

ALUMÍNIO EM COSMÉTICOS: Vilão ou Mocinho?

ALUMÍNIO EM COSMÉTICOS: Vilão ou Mocinho?

Muito se questiona sobre a presença de Alumínio em Cosméticos e os seu Malefícios para o nosso corpo.

Encontrado em esmaltes, maquiagem e, principalmente nos desodorantes e antitranspirantes, muito tem se falado sobre a sua relação com o desenvolvimento de doenças como o Câncer de Mama e até mesmo o  Alzheimer.

Contudo, os estudos sobre estes danos ainda são inconclusivos  e, segundo um parecer recente (2020) apresentado por um Comitê composto por 17 profissionais independentes, especializados em química e toxicologia, é de que o alumínio não oferece riscos ao consumidor, desde que se respeite às seguintes concentrações:

 • 6,25% em desodorantes e antitranspirantes sem spray;

 • 10,60% em desodorantes e antitranspirantes com spray;

 • 2,65% em cremes dentais;

 • 0,77% em batons.

Segundo a Federação Francesa de Empresas de Beleza (FEBEA), “esses resultados mais recentes mostram que o alumínio contido nos produtos antitranspirantes não é absorvido nem armazenado pelo tecido cutâneo.” 

Apesar de não haver relação direta com o câncer, vale lembrar que o alumínio atua como um disruptor hormonal, podendo desequilibrar os hormônios. 

Além disso, existem registros de efeitos colaterais causados pelo uso diário do antitranspirante, que são reações alérgicas que envolvem irritação e sensibilização cutânea, podendo levar à Hidradenite (inflamação crônica e exagerada das glândulas de suor).

Bom, em virtude de todos estes pontos, a nossa posição é de que, em muitas casos, é melhor prevenir do que remediar.

E você? Acha que o Alumínio é Vilão ou é Mocinho nessa história?

There are no comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

43.865.886/0001-49 - contato@lojaemporioeco.com.br
Endereço : Av. Higienópolis, 1601 - sala 304. CEP 86015-010 - Londrina/Pr



Digite o que procura e clique na lupa para pesquisar.

Carrinho